Dez perguntas e respostas sobre o Concurso de Delegado de Minas Gerais

Nas últimas semanas, muita coisa tem sido falada sobre a abertura de um novo concurso para Delegado de Polícia Civil do Estado de Minas Gerais. E como temos recebido várias dúvidas de alunos, resolvemos elaborar estas perguntas e respostas:

10 perguntas e respostas sobre concurso de delegado de Minas Gerais

1 – É verdade que o Edital será publicado nas próximas semanas?

Bom, não é possível afirmar categoricamente isto! O que temos até o momento é uma sinalização da chefia de Polícia Civil, solicitando a abertura de novo concurso para o preenchimento de 100 (cem) cargos vagos. Logo, a esperança de novo edital é grande. Porém, há todo um trâmite burocrático e fundamentalmente uma decisão política por detrás da efetiva publicação. Esperamos que o governador do Estado esteja sensível à real necessidade de abertura de novo concurso. Portanto, há que se aguardar, mantendo forte o ritmo de estudos.

2 – Quando foi o último concurso para Delegado em Minas Gerais?

O último concurso ocorreu em 2011 e foi organizado pela FUNDAÇÃO MARIANA RESENDE COSTA, a FUMARC (http://www.fumarc.com.br/), entidade ligada à PUC MINAS e que tradicionalmente organiza concursos no Estado de Minas Gerais. Naquela oportunidade foram abertas 144 vagas.

3 – Quais as matérias foram exigidas no último edital?

Em 2011, os candidatos fizeram 70 questões na prova objetiva, com quatro alternativas. Foram divididas assim: a) 10 questões de Direito Constitucional. b) 10 questões de Direito Administrativo. c) 10 questões de Direito Civil. d) 10 questões de Direito Penal. e) 10 questões de Direito Processual Penal. f ) 10 questões de Medicina Legal. g) 10 questões de Direitos Humanos. Já na prova discursiva e oral, foram exigidas apenas as matérias: Constitucional, Administrativo, Penal e Processo Penal.

4 – Haverá mudanças no próximo edital, tais como a cobrança de novas matérias ou a elaboração de peça prática profissional?

Não é possível dizer! Temos que aguardar o edital ser publicado para sabermos quais eventuais mudanças irão ocorrer.

5 – Será exigida prática jurídica ou policial?

Como já explicamos em outras oportunidades, para que haja esta exigência é necessário que exista norma legal prévia. Até o momento, não há lei em Minas Gerais neste sentido. Portanto, acredita-se que o próximo edital, tal qual o anterior, não venha exigir prática jurídica ou policial.

6 – Há prova física neste concurso?

No edital de 2011 houve teste físico, chamado na oportunidade de “exame biofísico” que envolveu: a) Flexão de Braço; b) Agilidade e coordenação motora; c) Corrida de 50 (cinquenta) metros rasos; d) Teste de Cooper. A tendência é que se mantenha este teste.

7 – No concurso passado, após o programa de matérias era indicada uma bibliografia. É conveniente estudar pelos livros que ali foram indicados?

Em que pese se tratar de grandes livros e autores, é prematuro indicar esta bibliografia aos candidatos. Continue com sua rotina de estudos, lendo os livros indicados pelos professores do Supremo.

8 – Sendo aprovado tanto no concurso, quanto no curso de formação da ACADEPOL, onde o futuro Delegado será lotado?

Há uma notória carência de Delegados em todo o Estado, seja na Capital ou no interior. No último edital, as vagas foram distribuídas por Departamento de Polícia Civil, ou seja, pelas principais cidades do Estado. Como em qualquer concurso, portanto, é natural que a carreira se inicie no interior.

9 – Onde consigo o último edital?

Simples, clique neste link:
http://www.fumarc.com.br/imgDB/concursos/edital_delegado_28_07_2011-20110728-173048.pdf

10 – É verdade que o Supremo foi o curso que mais aprovou candidatos no concurso de 2011?

Sim, foram mais de 200 ex-alunos aprovados! E seremos o curso com o maior número de aprovações no próximo concurso; esta é a nossa meta.

Supremo, a Casa do Delegado.

Compartilhe este post!

1 comentário - Quero comentar!

  • Gostaria de saber se houve altura mínima no último concurso de MG e se há a previsão para o próximo.

    Comentário por Camila Rodrigues da Silva — junho 7, 2017 @ 1:02 am

RSS feed para comentários neste post. TrackBack URL

Deixe seu comentário