Polícia Rodoviária Federal: tudo sobre o próximo concurso

Muitos concurseiros aguardam ansiosos o próximo concurso da Polícia Rodoviária Federal. Você é um deles? Então confira neste artigo tudo o que você precisa saber sobre esse tão desejado certame!

Foi autorizado, em dezembro de 2020, o próximo concurso da Polícia Rodoviária Federal para provimento de 1.500 vagas. Poucos dias depois, na última edição do Diário Oficial da União – DOU do ano, foi publicada a contratação, através de dispensa de licitação, da banca organizadora do certame. Será o CEBRASPE, conforme documento abaixo:

Com essas notícias, concurseiros de todo o Brasil já estavam esperançosos quanto à publicação do novo edital. Ocorre que, para aumentar ainda mais essa expectativa, no dia 08/01/2021 foi publicado, também no DOU, o regulamento do concurso, estabelecendo as diretrizes do próximo e tão aguardado certame.

Para sabermos como será o próximo concurso, é fundamental conhecermos o referido regulamento. Vamos entendê-lo?

O QUE DIZ O REGULAMENTO DO PRÓXIMO CONCURSO?

De acordo com o regulamento publicado no início deste ano, o candidato deverá, no ato da matrícula no Curso de Formação Policial (CFP), estar aprovado em todas as fases da primeira etapa do concurso, possuir Carteira Nacional de Habilitação ou Permissão para Dirigir veículo automotor na categoria “B” ou superior, desde que seja válida, sem impedimentos, sem observações de necessidade de adaptação veicular e sem restrição de locais ou horário para dirigir. Além disso, também deve atender às demais condições que serão estabelecidas no edital.

Já para a posse no cargo, serão exigidos os seguintes requisitos:

  • Ser aprovado em todas as etapas do concurso;
  • Ter a nacionalidade brasileira ou portuguesa e, no caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo Estatuto de Igualdade entre Brasileiros e Portugueses, com reconhecimento do gozo dos direitos políticos, nos termos do § 1º do art. 12 da Constituição Federal;
  • Ter concluído curso de graduação, comprovado por meio de diploma, devidamente registrado e fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação;
  • Estar em gozo dos direitos políticos e quite com as obrigações eleitorais;
  • Estar quite com as obrigações militares, em caso de candidato do sexo masculino;
  • Ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo;
  • Entregar os documentos comprobatórios dos requisitos exigidos para o cargo por ocasião da posse;
  • Cumprir as determinações do edital de abertura, dos demais editais e de normas complementares; e
  • Possuir Carteira Nacional de Habilitação ou Permissão para Dirigir veículos automotores, conforme já mencionado.

Em se tratando de organização, o concurso contará com duas etapas. A primeira delas será composta pelas seguintes fases:

  • Prova objetiva e prova discursiva;
  • Exame de aptidão física;
  • Avaliação psicológica, composta de teste psicotécnico;
  • Apresentação de documentos;
  • Avaliação de saúde, composta por exames clínicos, laboratoriais e avaliação de junta médica;
  • Avaliação biopsicossocial para os candidatos que se inscreveram na condição de pessoa com deficiência;
  • Avaliação de títulos; e
  • Procedimento de heteroidentificação para os candidatos que se autodeclararem negros.

A segunda etapa, por sua vez, será o CFP e contemplará a realização das seguintes avaliações:

  • Provas teóricas e práticas;
  • Testes de aptidão física;
  • Avaliação psicológica continuada; e
  • Avaliação de saúde continuada.

Os candidatos também precisarão se submeter à investigação social, que se estenderá durante todo o concurso.

As especificidades de cada etapa constarão do edital, quando publicado. Mas, apenas para que você tenha uma visão geral, te explicaremos os principais pontos das fases de prova objetiva, prova discursiva e exame de aptidão física de acordo com o último concurso, realizado em 2018 e também organizado pelo CEBRASPE.

A prova objetiva, à época, contou com 120 itens para indicação de certo ou errado e valia 120 pontos. Seria atribuído 1 ponto, caso a resposta do candidato estivesse em concordância com o gabarito oficial definitivo da prova; 1 ponto negativo, caso a resposta do candidato estivesse em discordância com o gabarito; e 0, caso não houvesse marcação ou se houvesse marcação dupla (certo e errado).

As disciplinas cobradas foram as seguintes:

  • Língua Portuguesa
  • Raciocínio Lógico-Matemático
  • Informática
  • Noções de Física
  • Ética no Serviço Público
  • Geopolítica Brasileira
  • Legislação de Trânsito
  • Noções de Direito Administrativo
  • Noções de Direito Constitucional
  • Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal
  • Legislação Especial
  • Direitos Humanos e Cidadania

Já a prova discursiva, aplicada no mesmo dia e no mesmo turno da prova objetiva, valia 20 pontos e consistia na redação de texto dissertativo, de até 30 linhas, a respeito de temas relacionados às disciplinas citadas.

O Exame de Capacidade Física, próxima etapa do concurso, exigiu dos candidatos os seguintes exercícios:

  • Teste de flexão em barra fixa, com execução diferenciada para candidatos do sexo masculino e candidatas do sexo feminino.
  • Teste de impulsão horizontal;
  • Teste de flexão abdominal; e
  • Teste de corrida de 12 minutos.

A etapa seguinte, no último concurso, foi a avaliação de saúde. Todavia, segundo o vigente regulamento, ela ocupará, no próximo concurso, a quinta etapa, precedida de avaliação psicológica e apresentação de documentos.

De acordo com o regulamento, a avaliação psicológica, de caráter eliminatório, será realizada pelos candidatos regularmente convocados em edital e consistirá no emprego de procedimentos científicos destinados a aferir a compatibilidade de suas características psicológicas com as atribuições do cargo. Essa etapa visa verificar os seguintes quesitos:

  • Personalidade: controle emocional, empatia, liderança, tomada de decisão, dinamismo, comunicabilidade, planejamento, organização, relacionamento interpessoal, persistência, resiliência, prudência, objetividade, criatividade, urbanidade, comprometimento, autoconfiança, assertividade e proatividade;
  • Raciocínio: raciocínio espacial, raciocínio lógico e raciocínio verbal; e
  • Habilidades específicas: atenção concentrada/sustentada, atenção dividida/difusa e memória visual.

A etapa subsequente, de apresentação de documentos, possuirá caráter unicamente eliminatório e será realizada pelos candidatos regularmente convocados em edital, com o objetivo de fornecer subsídios para a investigação social e a verificação do cumprimento dos requisitos exigidos para cada fase do concurso, estendendo-se pela primeira e segunda etapas, encerrando-se apenas com a nomeação. A apresentação dos documentos, listados em edital, exigirá o preenchimento da Ficha de Informações Pessoais, mais conhecida como FIP.

A próxima fase, chamada de avaliação de saúde, terá o objetivo de avaliar se o candidato, com deficiência ou não, goza de boa saúde física e psíquica para desempenhar as atividades e atribuições típicas do cargo, bem como para suportar os exercícios a que será submetido durante o CFP. Os candidatos serão submetidos a exames e a avaliações médicas específicas, sendo convocados por edital próprio.

A avaliação biopsicossocial dos candidatos que se declararem com deficiência, poderá ter caráter unicamente eliminatório, visando avaliar efetivamente se o candidato é pessoa com deficiência, e a compatibilidade entre a deficiência apresentada e as atribuições do cargo, nos termos do Decreto nº 9.508, de 2018. Essa fase será realizada por uma equipe multiprofissional e interdisciplinar composta por três profissionais capacitados e atuantes nas áreas das deficiências que o candidato possuir, dentre os quais um deverá ser médico, e três policiais rodoviários federais estáveis.

A avaliação de títulos, por sua vez, de caráter unicamente classificatório, consistirá na apresentação de títulos, que serão pontuados e terão seus valores somados à pontuação das provas objetiva e discursiva, visando classificar os candidatos de acordo com sua experiência acadêmica e profissional, considerando as atribuições do cargo. No concurso de 2018, foram aceitos os seguintes títulos:

O procedimento de heteroidentificação, outra fase do certame, será realizado por comissão específica para aferição da condição autodeclarada de candidato negro, na forma da Portaria Normativa nº 4, de 6 de abril de 2018, da Secretaria de Gestão de Pessoas do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, para fins de preenchimento das vagas reservadas, conforme previsto na Lei nº 12.990, de 2014.

Por fim, o CFP será de caráter eliminatório e classificatório e serão convocados os candidatos aprovados e classificados na primeira etapa do concurso, dentro do número de vagas autorizadas. O Curso será realizado na Universidade Corporativa da Polícia Rodoviária Federal (UniPRF), localizada em Florianópolis/SC, em regime de dedicação integral e exclusiva, sendo obrigatória a frequência.

É importante destacar que, à época do último concurso, foram oferecidas 500 vagas para Policiais Rodoviários Federais e o subsídio era de R$ 9.473,57.

Clique aqui e acesse o regulamento:

https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-normativa-prf-n-9-de-7-de-janeiro-de-2021-298111254

Clique aqui e acesse o último edital:

https://cdn.cebraspe.org.br/concursos/prf_18/arquivos/ED_1_PRF_2018_ABT.PDF

O Supremo vai com você até a aprovação!

Somos referência nacional em carreiras policiais e vamos te preparar para este concurso!

Nossa turma específica será lançada no dia 19/01/2021, com aulas inéditas, direcionadas ao concurso da PRF e com o melhor corpo docente do Brasil!

Fique atento ao nosso site, às nossas redes sociais e prepare-se conosco! Acesse: supremotv.com.br e siga-nos no Instagram: @supremotv.


Aproveite para seguir nosso canal no Telegram! Divulgamos conteúdos exclusivos e em primeira mão para você saber de editais e notícias antes de todo mundo! Faça parte agora mesmo: bit.ly/TelegramSupremo.

Compartilhe este post!

Nenhum comentário - Quero comentar!

Nenhum comentário ainda.

RSS feed para comentários neste post. TrackBack URL

Deixe seu comentário