Publicado o edital para o CFO da Polícia Militar

8/12/18 | Carreiras | por

Salário inicial: R$ 5.769,42. São 120 vagas e destas, 12 são para mulheres.

Foi publicado o edital do concurso para o Curso de Formação de Oficiais da Polícia Militar de Minas Gerais – CFO/PMMG. As inscrições estarão abertas entre os dias 06 de fevereiro e 08 de março de 2019. As provas – objetiva e discursiva – estão previstas para o dia 07 de abril. Em 2019 serão 120 vagas, 12 delas para mulheres.

A remuneração inicial é de R$ 5.769,42 e dentre os requisitos está a graduação no curso de bacharel em Direito. O detalhe é que, ao contrário de outras carreiras, para concorrer à vaga, o candidato não precisa comprovar prática jurídica.

O concurso acontece em duas fases: na primeira o candidato faz as provas objetiva e discursiva e a segunda é composta por prova oral, pelos exames psicotécnicos e testes físicos. Importante ressaltar que o candidato deve ter altura mínima de 1,60m. É autorizado ter tatuagens, mas não é qualquer uma. Suástica, tatuagens que ofendam de alguma maneira a boa moral, podem ser empecilho. Os testes de aptidão física estão previstos para meados de junho de 2019.

De acordo com o Professor Bruno Zampier, Coordenador do preparatório para concursos públicos, o teste de aptidão física da polícia militar não é o mais difícil das carreiras policiais. “O teste da PM engloba somente barra, corrida e abdominais e tem caráteres eliminatório e classificatório. O candidato só precisa cumprir 60% para não ser excluído do certame”, explicou.

O CURSO DE FORMAÇÃO

O candidato que for aprovado em todas as etapas e estiver dentro das vagas deverá fazer a matrícula em 26 de agosto de 2019. Conforme edital, outro pré requisito, além do bacharelado em Direito, é a idade. Para ingressar o candidato que ainda não integra a PM de Minas deverá ter entre 18 e 30 anos até o dia da matricula. Para aquele militar que ocupa uma das graduações da categoria ‘praça’, não há idade biológica mínima nem máxima. Esse critério está relacionado ao período em que atua como policial militar.

Segundo o professor de Direito Processual Penal Militar, João Paulo Ladeira, há polêmicas judiciais relacionadas à questão da idade máxima biológica. “A justiça já foi favorável, inclusive com decisão de mérito, aos candidatos que completaram 30 anos antes da matrícula do CFO, ou seja, aquele que tem 30 anos e alguns meses no ato do ingresso na carreira”, afirma.

Após a matrícula, o aluno é chamado de cadete e fica alojado durante um ano; o policial dorme na Academia da Polícia Militar – APM, onde é ministrado o curso e é liberado aos finais de semana (geralmente aos sábados após as atividades), com horário para retornar aos domingos à noite.

O regime é de dedicação exclusiva com atividades extraclasse após as 18h. Assim que passa a integrar os quadros da corporação, o cadete faz jus à remuneração, ao abono fardamento, a planos médico-hospitalares, assistência psicológica e odontológica.

O CONCURSO

Concurso: Policia Militar de Minas Gerais (Concurso PM MG 2018)

Banca organizadora: Centro de Recrutamento e Seleção (CRS)

Escolaridade: Bacharelado em Direito

Número de vagas: 120

Remuneração: R$ 5.769,42

Inscrições: entre 06 de fevereiro de 2019 e 07 de março de 2019

Taxa: R$ 173,00

Provas objetivas : 07 de abril de 2019

As provas – objetiva e dissertativa – serão realizadas em várias localidades mineiras: Belo Horizonte e região metropolitana, Juiz de Fora, Uberaba, Lavras, Divinópolis, Governador Valadares, Uberlândia, Patos de Minas, Montes Claros, Ipatinga, Barbacena, Curvelo, Teófilo Otoni, Unaí, Pouso Alegre, Poços de Caldas e Sete Lagoas.

O candidato deverá optar, no momento da inscrição, em qual destas localidades realizará sua prova.

A prova objetiva tem caráteres eliminatório e classificatório e constará de 40 questões de múltipla escolha, com 04 alternativas de respostas, no valor de 3,0 pontos cada questão, totalizando 120 pontos. Cada um dos seguintes conteúdos terá 05 questões: Língua Portuguesa, Direito Constitucional, Direito Penal, Militar, Direito Penal, Direito Processual Penal Militar, Direito Processual Penal, Direito Administrativo, Legislação Extravagante e Legislação Institucional.

A prova de redação (discursiva) vale 100 pontos e tem caráter eliminatório e classificatório. O tema será fornecido no momento da avaliação. O texto deverá conter, no máximo, 30 linhas e, no mínimo, 120 palavras e a pontuação é distribuída conforme edital: ortografia: 20 pontos; morfossintaxe: 20 pontos; pontuação: 20 pontos e conteúdo: 40 pontos.

DICAS DO SUPREMO

A banca examinadora é o Centro de Recrutamento e Seleção – CRS da Polícia Militar de Minas Gerais. Ainda conforme o professor Ladeira, o estudo da letra da lei é essencial. “É importante ler a lei seca, fazer exercícios, muitos exercícios, assistir as aulas preparadas especialmente para esse concurso e aliar tudo isso a uma boa doutrina”, explicou.

O SUPREMO TEM O QUE VOCÊ PRECISA

As turmas para o CFO pré-edital já começaram e o Supremo concursos vai abrir matrícula para as turmas pós-edital no próximo dia 10 de dezembro (2018). Não perca tempo. “A carreira de Oficial da PMMG é uma das melhores em âmbito estadual. Para se ter ideia, hoje um coronel da PM de Minas tem remuneração de mais de R$ 28 mil”, conclui Ladeira.

Compartilhe este post!

Nenhum comentário - Quero comentar!

Nenhum comentário ainda.

RSS feed para comentários neste post. TrackBack URL

Deixe seu comentário