SupremoCast – As injustiças da justiça

22/09/20 | Direito | por

No 53º episódio do Supremo Cast, nossos apresentadores Bruno Zampier, Francisco Menezes e Carol Carlos conversaram sobre as injustiças da justiça com Emerson Castelo Branco, Defensor Público no Estado do Ceará, Doutor em Direito Constitucional e professor de Direito Penal e Processual Penal.

A mídia noticia, com bastante frequência, casos de inocentes condenados injustamente em razão de falhas do sistema de justiça. Diante desse cenário, surge uma grande dúvida: por que isso acontece?

Para esclarecer esse e tantos outros questionamentos, a conversa deste episódio abordou os erros cometidos pela justiça brasileira, suas causas e formas de prevenção. As reflexões tocaram em assuntos sensíveis, como a seletividade e o autoritarismo existentes no sistema criminal, a humanização do aparato penitenciário e a eficiência da execução penal.

O convidado também destacou a importância do direito de defesa e falou sobre a intolerância e o preconceito exercidos contra advogados e defensores públicos que atuam na esfera criminal.

Para deixar o bate-papo ainda mais ilustrativo, Emerson Castelo Branco relatou diversos casos reais de injustas acusações que demonstram as falsas percepções da realidade da justiça brasileira.

Dica Suprema:

Francisco Menezes indicou o livro Em busca das penas perdidas, de Zaffaroni.

Carol Carlos indicou o livro Poder de julgar sem responsabilidade de julgador: a impossibilidade jurídica do juiz-robô, de Luís Greco, editora Marcial Pons.

Emerson Castelo Branco indicou o livro Direito Penal e Princípio da Eficiência, de Silva Sanchez, e a série Olhos que condenam, disponível no Netflix.

Bruno Zampier indicou o livro O Caso dos Irmãos Naves.

Clique aqui e assista ao vídeo deste episódio!


Para enviar sugestões, feedbacks e comentários escreva para supremocast@supremotv.com.br.

O SupremoCast está em todas as plataformas de podcasts, tais como Spotify, Apple Podcast, Deezer e SoundCloud. Aperte o play agora mesmo e fique por dentro do assunto!

Compartilhe este post!

Nenhum comentário - Quero comentar!

Nenhum comentário ainda.

RSS feed para comentários neste post. TrackBack URL

Deixe seu comentário