Tudo sobre o cargo de Analista Judiciário

24/01/22 | Carreira | por

Você sabe como funciona o cargo de Analista Judiciário? Neste artigo vamos te contar tudo sobre essa importante função. Confira!

width=

Os concursos voltados para os tribunais são tradicionalmente conhecidos pelo grande volume de candidatos e um dos cargos mais desejados é o de Analista Judiciário, que oferece muitas vagas todos os anos.

Pensando na grande procura por esses certames e nas eventuais dúvidas que possam surgir sobre o cargo de Analista, preparamos este artigo para te explicar os detalhes sobre o assunto! Vamos conhecer tudo sobre essa função?

Os Analistas são servidores públicos que desempenham funções de apoio nos tribunais estaduais e federais. O cargo é dividido em diversos campos de atuação, de acordo com diferentes especialidades, e entre as áreas Judiciária e Administrativa

O ingresso na carreira se dá através da aprovação em concurso público e, como requisito, é exigido nível superior. Essa formação dependerá da especialidade para a qual o candidato concorre, podendo ser específica em Direito, em outras áreas, como, por exemplo, Tecnologia e Psicologia, ou até em qualquer curso superior, sem maiores especificidades.

O cargo de Analista Judiciário da área Judiciária é restrito aos bacharéis em Direito. Suas atribuições estão ligadas ao suporte técnico-jurídico de desembargadores e de juízes. Cabe a esses profissionais, dentre outras atribuições, analisar e movimentar processos, verificar provas, elaborar modelos de decisões e cumprir e fazer cumprir determinações judiciais.

Já os Analistas Judiciários da área Administrativa, ou área-meio, são profissionais que desempenham funções ligadas à organização, à saúde, à contabilidade, à engenharia, à psicologia, à tecnologia e a inúmeras outras áreas específicas e essenciais ao funcionamento dos tribunais.

Entre os possíveis órgãos de atuação dos Analistas Judiciários da área Judiciária e da área Administrativa estão os Tribunais de Justiça dos Estados, a Justiça Federal, a Justiça do Trabalho e também a Justiça Eleitoral.

Os salários do cargo são bem atraentes. Dependendo do órgão em que atuam, os Analistas podem receber, inicialmente, entre R$ 8.000,00 e R$ 10.000,00 reais, com as gratificações, tendo direito, ainda, a plano de saúde. Além disso, as jornadas de trabalho giram em torno de 6 e 8 horas diárias, dependendo do tribunal em que o profissional trabalha.

É a sua última chance de se preparar com 40% de desconto para os concursos de Analista Judiciário!

O Supremo vai com você até a aprovação! Com a iminente publicação do edital para o concurso do TJMG – Analista Judiciário (Direito), mais uma vez, o Supremo sai na frente e garante que você tenha a melhor e mais completa preparação para o almejado cargo de Analista Judiciário (Direito), do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais.

A prova exige cada vez mais dos candidatos, sendo importante uma boa preparação para que o aluno alcance a tão sonhada aprovação! Para ajudá-lo nesse objetivo, o SUPREMO formatou o curso TJMG Analista Judiciário (Direito) 2022 – Pré-edital, com *garantia de edital! É chegada a hora da preparação!

São mais de 122 horas de aulas específicas, de todas as disciplinas cobradas na prova; resumos em PDF (baixáveis) elaborados pelo time de monitores do Supremo.

Contando ainda com um canal de dúvidas para esclarecimentos dos temas lecionados; Aulas legendadas com acelerador de vídeo; apliicativo para assistir suas aulas off-line no celular ou no tablet. E ainda, você pode contar com a Garantia de Edital.

Com a garantia de edital, o aluno matriculado nesta turma terá acesso gratuito às turmas de 1ª etapa ofertadas pelo Supremo TV no padrão Edital Publicado para o concurso de TJMG Analista Judiciário (Direito) 2022, cujo edital seja publicado até 31/06/2022.

Confira todas as informações e faça agora sua matrícula:

https://www.supremotv.com.br/tjmg-analista-judiciario-(direito)-2022-pre-edital

Compartilhe este post!

Nenhum comentário - Quero comentar!

Nenhum comentário ainda.

RSS feed para comentários neste post. TrackBack URL

Deixe seu comentário