Analista de Tribunais: tudo sobre o cargo

7/06/22 | Carreira | por

Você sabe como funciona o cargo de Analista de Tribunais? Neste artigo vamos te contar tudo sobre essa importante função. Confira!

width=

Os concursos voltados para os tribunais são tradicionalmente conhecidos pelo grande volume de candidatos e um dos cargos mais desejados é o de Analista de Tribunais, que oferece diversas vagas todos os anos.

Pensando na grande procura por esses certames e nas eventuais dúvidas que possam surgir sobre o cargo de Analista, preparamos este artigo para te explicar os detalhes sobre o assunto! Vamos conhecer tudo sobre essa função?

Os Analistas são servidores públicos que desempenham funções de apoio nos tribunais estaduais e federais. O cargo é dividido em diversos campos de atuação, de acordo com diferentes especialidades, e entre as áreas Judiciária e Administrativa

O ingresso na carreira se dá através da aprovação em concurso público e, como requisito, é exigido nível superior. Essa formação dependerá da especialidade para a qual o candidato concorre, podendo ser específica em Direito, ou em outras áreas, como, por exemplo, Tecnologia e Psicologia, ou até em qualquer curso superior, sem maiores especificidades.

O cargo de Analista de Tribunais da área Judiciária é restrito aos bacharéis em Direito. Suas atribuições estão ligadas ao suporte técnico-jurídico de desembargadores e de juízes. Cabe a esses profissionais, dentre outras atribuições, analisar e movimentar processos, verificar provas, elaborar modelos de decisões e cumprir e fazer cumprir determinações judiciais.

Já os Analistas de Tribunais da área Administrativa, ou área-meio, são profissionais que desempenham funções ligadas à organização, à saúde, à contabilidade, à engenharia, à psicologia, à tecnologia e a inúmeras outras áreas específicas e essenciais ao funcionamento dos tribunais.

Entre os possíveis órgãos de atuação dos Analistas de Tribunais da área Judiciária e da área Administrativa estão os Tribunais de Justiça dos Estados, a Justiça Federal, a Justiça do Trabalho e também a Justiça Eleitoral.

Os salários do cargo são bem atraentes. Dependendo do órgão em que atuam, os Analistas podem receber, inicialmente, entre R$ 8.000,00 e R$ 10.000,00 reais, com as gratificações, tendo direito, ainda, a plano de saúde. Além disso, as jornadas de trabalho giram em torno de 6 e 8 horas diárias, a depender do tribunal em que o profissional atua.

  • Estão previstos para os próximos meses a publicação de 3 editais para Analista apenas em Minas Gerais!

O TRT está com a comissão formada; enquanto o TJ tem previsão de publicação do edital ainda para 2022 e o TRE tem previsão para 2023, e o questionamento é: Como me preparar para todas essas oportunidades?

Diante de todas essas opções pode ficar difícil escolher qual dos editais estudar sem que a preparação para os outros concursos fique prejudicada por falta de tempo hábil.

Pensando nisso, nós do Supremo criamos a turma Analista MG 3 em 1!

Você não terá que escolher entre um concurso ou outro, nesta turma você terá acesso à preparação de forma completa e didática a todos os 3 concursos de analista previstos para 2022!

Você terá acesso a disciplinas comuns como conteúdo único e central na preparação e ao conteúdo específico nas jornadas exclusivas!

Você ainda terá acesso à garantia de edital! Caso o edital de qualquer um desses três concursos seja publicado até 31/12/2022, o aluno irá receber gratuitamente todas as adaptações e complementações de conteúdo que o Supremo elaborar para o concurso.

Inscreva-se já:

https://www.supremotv.com.br/produtos/629e23993639d300136b6ffc

Gostou deste artigo? Compartilhe com seus amigos!Fique atento ao nosso site, às nossas redes sociais e prepare-se conosco! Acesse: supremotv.com.br e siga-nos no Instagram: @supremotv.

Compartilhe este post!

Nenhum comentário - Quero comentar!

Nenhum comentário ainda.

RSS feed para comentários neste post. TrackBack URL

Deixe seu comentário