Conhecendo as peças da 2ª Fase da OAB em Direito do Trabalho

17/11/20 | Exame da OAB | por

Estuda para a OAB e tem curiosidade de saber quais peças práticas já foram cobradas nas segundas fases de cada exame e de cada uma das disciplinas? Criamos a série Conhecendo as peças da 2ª fase da OAB com as peças prático-profissionais cobradas em cada um dos exames, para te ajudar a conhecer bem a prova. Neste episódio, você confere os dados estatísticos da disciplina de Direito do Trabalho. Continue a leitura e entenda!

Escrito por Rodrigo Leite

Mestre em Direito Constitucional, Autor,

Assessor no TJRN e conteudista do SupremoTV.

A segunda fase do XXXII Exame da OAB está marcada para o dia 08/08/2021, conforme calendário divulgado pela Coordenação Nacional do Exame de Ordem.

Pensando nesta prova que já se aproxima, perguntamos: você sabe quais peças foram cobradas em cada disciplina nos exames anteriores? Para responder a essa pergunta, enumeramos abaixo todas as peças exigidas nas provas da segunda fase de Direito do Trabalho. Se esta é a disciplina que você escolheu, aproveite para anotar todos os dados que coletamos, pois certamente lhe ajudarão a ter um estudo estratégico da prova.

Antes de tudo, é importante lembrar que a primeira prova unificada foi realizada pelo Cespe/Cebraspe. Apenas do segundo Exame Unificado em diante é que as provas foram organizadas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Abaixo, você confere o número do exame e peça solicitada. Vamos lá? 

31º Exame unificado: recurso ordinário

30º Exame unificado:reclamação trabalhista

29º: consignação em pagamento

28º: contestação

27º: reclamação trabalhista

26º: recurso ordinário

25º: contestação e reconvenção

25º (Porto Alegre, reaplicado): recurso ordinário

24º: recurso ordinário

23º: contestação

22º: reclamação trabalhista

21º: recurso ordinário

20º: reclamação trabalhista

20º (Porto Velho, reaplicado): contrarrazões ao recurso ordinário

19º: recurso ordinário

18º: contestação

17º: contestação

16º: recurso ordinário

15º: recurso ordinário

14º: reclamação trabalhista

13º: embargos de terceiros e embargos à execução

12º: reclamação trabalhista

11º: contestação

10º: consignação em pagamento

9º: recurso ordinário

8º: contestação

7º: recurso ordinário

6º: contestação

5º: contestação

4º: contestação

3º: recurso ordinário (2010.3)

2º:  contestação (2010.2 – FGV daqui em diante)

1º (Cespe – 2010.1): contestação.

Dos 31 exames unificados (Cespe e FGV), as peças da 2ª fase de Direito do Trabalho foram as seguintes (em ordem decrescente de exigência, contabilizando o exames em que foram exigidas duas peças e os exames repetidos):

  • Contestação: 12
  • Recurso ordinário: 11
  • Reclamação trabalhista: 6
  • Consignação em pagamento: 2
  • Embargos de terceiros: 1
  • Embargos à execução: 1
  • Contrarrazões ao recurso ordinário: 1

Conforme dito no início, com esses dados ficará muito mais fácil enxergar a prova estrategicamente, o que também lhe proporcionará um estudo mais focado e planejado.

Gostou deste artigo? Compartilhe com seus amigos! 

Fique atento ao nosso site, às nossas redes sociais e prepare-se conosco!

Conheça nossos cursos em supremotv.com.br e siga-nos no Instagram: @supremotv. Aproveite para seguir nosso canal no Telegram! Divulgamos conteúdos exclusivos e em primeira mão para você saber de editais e notícias antes de todo mundo! Faça parte agora mesmo: bit.ly/TelegramSupremo.

Compartilhe este post!

Nenhum comentário - Quero comentar!

Nenhum comentário ainda.

RSS feed para comentários neste post. TrackBack URL

Deixe seu comentário