SupremoCast – Bitcoin e outras criptomoedas

7/05/21 | Geral | por

O que são criptomoedas? Como funcionam? Quanto vale um Bitcoin? Nossos hosts Bruno Zampier, Carol Carlos e Francisco Menezes conversam sobre essa valiosa revolução do mercado, no 74º episódio do Supremo Cast, com o especialista Caio Lara. Ele é advogado, investidor em criptomoedas, professor, mestre e doutor em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais, membro da Diretoria do Conselho Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Direito e pesquisador associado ao Programa RECAJ-UFMG – Acesso à Justiça pela Via dos Direitos e Solução de Conflitos.

No bate-papo, o convidado explica todos os detalhes dos criptoativos, citando diversos exemplos e dicas práticas. Esclarece o que é blockchain, como obter criptomoedas, qual a sua natureza jurídica e ainda responde: é necessário declará-las à Receita Federal?

Caio Lara também comenta como surgiram as criptomoedas, como funcionam as transações, e revela sua perspectiva para o futuro: será que o Bitcoin e outros criptos vão substituir a moeda emitida pelo Estado?

Dica Suprema:

Francisco Menezes indicou o livro Tratado de Investigação Criminal Tecnológica, coordenado por Igor Vinícius Nogueira Jorge.

Carol Carlos indicou a série 1 Contra Todos, disponível no GloboPlay.

Bruno Zampier indicou o livro O Investidor Inteligente, de Benjamin Graham.        

Caio Lara indicou o filme O jogo da imitação – Alan Turing.

Para enviar sugestões, feedbacks e comentários escreva para supremocast@supremotv.com.br.

O SupremoCast está em todas as plataformas de podcasts, tais como Spotify, Apple Podcast, Deezer e SoundCloud, e também no YouTube. Aperte o play agora mesmo e fique por dentro do assunto!

Para conferir os episódios das temporadas anteriores, acesse:

YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=7cAaY3Hd6dQ&list=PL_3Omi8Qsh0VjxtLwjFotoCe5nvQ-MqFD

Spotify: https://open.spotify.com/show/0E2YpFXFbsIw79xkoUgu8f?si=ddT5bPlsSEGJKKUCTV4PNA

Compartilhe este post!

Nenhum comentário - Quero comentar!

Nenhum comentário ainda.

RSS feed para comentários neste post. TrackBack URL

Deixe seu comentário