Devo começar a estudar para o concurso antes ou depois da publicação do edital?

Um erro comum de muitos candidatos que iniciam os estudos para concursos públicos é começar a se preparar somente após a publicação do edital.

Quem está no mundo dos concursos há um tempo sabe bem que é praticamente impossível se classificar dentro do número de vagas, sem que haja uma boa preparação anterior. Afinal, ser aprovado não é um ato, mas sim um processo de longo prazo.

Além do grande volume de matérias que normalmente devem ser estudadas, é notório que a concorrência também é um fator de peso. Para se ter uma ideia, o concurso do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que aconteceu em 2016, registrou mais de 1 milhão de inscritos para a disputa de 950 vagas, para cargos de níveis médio e superior.

Sendo assim, é fundamental começar a preparação o quanto antes!

Para lhe ajudar, a seguir mostraremos tudo o que você deve saber para começar a estudar para concurso antes da publicação do edital, dando dicas de como se organizar, quais matérias devem ser priorizadas e métodos de aprendizagem.

Como devo me organizar?

planejamento e a organização são, certamente, o caminho para o sucesso rumo à aprovação em concursos públicos.

Cada vez mais, as bancas examinadoras vêm cobrando um número maior de matérias e assuntos. Se você não tiver um bom planejamento, é improvável que consiga se organizar para estudar tudo o que é necessário e de maneira eficiente.

Antes, é importante destacar que cada um tem sua maneira de se organizar, e que com o tempo você vai aprender e adaptar a melhor forma de fazer isso. Mas existem algumas dicas que, de modo geral, são utilizadas pela maioria dos concurseiros mais experientes.

A primeira delas é o uso das planilhas. É possível fazer um cronograma de atividades não apenas relacionadas aos estudos, mas de toda a sua rotina. Afinal, você precisará planejar todo o seu dia para verificar quais os horários disponíveis para o aprendizado.

Você pode fazer uma planilha com os dias da semana e horários. Para alguns, talvez seja interessante dividir em curtos períodos, de 30 em 30 minutos, por exemplo, fornecendo ainda mais controle de tempo.

É importante também separar, durante a semana, as disciplinas que devem ser estudadas. Suponhamos que você tem um número “x” de matérias; é possível dividi-las entre os dias da semana e deixar os finais de semana para revisões, ou mesmo dividir por turnos, como manhã, tarde e noite.

Isso dependerá do seu método de estudos (explicaremos sobre o assunto ao longo do texto).

Quais matérias estudar?

É imprescindível que você tenha um cargo específico em seu foco. Isso porque há várias carreiras disponíveis para seguir, como a área jurídica, fiscal, segurança pública, tribunais, entre outras. E cada uma delas requer um tipo de preparação.

Para isso, é necessário que sejam feitas pesquisas para entender quais áreas são possíveis de concorrer, já que muitas delas exigem graduação no ensino superior, outras num curso específico como Direito, por exemplo. Além disso, é fundamental ponderar as atividades que você terá de desempenhar, a remuneração, a necessidade de mudança de cidade caso ocorra a aprovação, a carreira, etc.

Depois, você precisa analisar quais disciplinas são pedidas, pois cada cargo tem suas peculiaridades em relação aos assuntos cobrados. Geralmente, matérias como Português, Direito Administrativo e Direito Constitucional são pedidas na maioria dos concursos, mas isso não é regra.

Uma boa dica é verificar os editais anteriores do concurso que você deseja, examinar quais disciplinas constantemente são cobradas e estudar a partir dessas informações.

Qual é o melhor método de estudo?

Assim como a organização dos seus estudos, o método a ser utilizado também é muito individual. O que pode ser bom e eficiente para um, pode não funcionar para outro. Sendo assim, o ideal é analisar as técnicas que mais respeitam sua rotina e a melhor forma de aprendizado para você.

Nesse momento, vale testar e fazer as adaptações necessárias para adequar o melhor método à sua realidade. O estudo por ciclos é um dos mais conhecidos. Ele consiste, basicamente, em reunir todas as disciplinas que devem ser estudadas.

Assim, você determina o tempo que vai estudar cada matéria (o ideal é entre 30 minutos e uma hora) e define um período mais longo para as disciplinas de peso maior. Depois de passar por todas elas, o ciclo deve ser recomeçado.

Esse método te “obriga” a dar espaço para todas as matérias, pois um problema muito recorrente é quando o concurseiro define dias na semana para estudar tal matéria e, se acontecer algum imprevisto, ele fica sem estudá-la. Com o ciclo de estudos, não importa o dia, e sim a matéria que deve ser estudada.

Veja um exemplo de um ciclo com os tempos definidos para cada disciplina, de acordo com o peso. Ou seja, depois de três horas, você voltará a ver a primeira matéria do ciclo.

  • Português (peso 1): 30 minutos;
  • Informática (peso 1): 30 minutos;
  • Direito Administrativo (peso 2): 1 hora;
  • Direito Constitucional (peso 2): 1 hora.

Como devo estudar após a publicação do edital?

Imagine a situação em que o edital finalmente foi publicado. A sensação é de felicidade, ansiedade…e desespero! Afinal de contas, você tem dedicado boa parte do seu tempo aos estudos e, por mais que tenha feito tudo “como manda o figurino”, é normal o medo se fazer presente.

Mas é fundamental deixar a excitação passar e já pensar na próxima fase: os estudos pós-edital. Nesse momento, é importante estudar também o edital. Isso mesmo, você precisa ler atentamente todo o documento, para que nenhuma regra passe despercebida.

É igualmente necessário analisar quais matérias já foram estudas e investir nas revisões e treinamento, especialmente naquelas disciplinas que se tem mais dificuldade. Você deve adicionar também aqueles assuntos que não foram estudados por não constarem nos antigos editais ou pela incerteza se estariam nos próximos concursos.

Não precisa se preocupar! Se você já estudou com afinco as principais disciplinas das áreas do seu concurso, é perfeitamente possível estudar as restantes em tempo hábil.

É fato que hoje, com o auxílio da internet, está muito mais fácil estudar. Através desta rede mundial é possível ter acesso a dezenas de cursos preparatórios especializados em concursos, que ofertam aulas online, tal como o SupremoTV.

São facilidades do dia a dia que permitem que você tenha um aprendizado de qualidade, sem perda de tempo com deslocamentos e a possibilidade de assistir às aulas nos melhores dias e horários, de acordo com a sua rotina.

Aos estudos!

Compartilhe este post!

Nenhum comentário - Quero comentar!

Nenhum comentário ainda.

RSS feed para comentários neste post. TrackBack URL

Deixe seu comentário