Língua portuguesa é uma matéria exigida em concursos de Delegado?

6/07/20 | Carreiras | por

É preciso estudar Língua Portuguesa para prestar concursos de Delegado? Esta é uma dúvida muito recorrente entre os concurseiros que almejam a Carreira. Curioso para saber sobre o assunto? Continue a leitura!

Pensando nas dúvidas mais frequentes sobre a Carreira de Delegado, o Supremo criou a série A Casa do Delegado Informa. Analisamos o último edital de cada um dos 27 Estados do país e também o de Delegado Federal para te esclarecer tudo sobre as Carreiras! Em nosso 4º episódio, falaremos sobre a cobrança de Língua Portuguesa nestes concursos. Continue acompanhando nossas publicações para tirar suas dúvidas e ficar por dentro de todas as informações!

A exigência da disciplina de Português em concursos públicos pode ser analisada sob duas perspectivas diferentes: uma geral, que abrangerá algumas etapas do certame, e uma específica, que diz respeito apenas à cobrança da matéria na prova objetiva.

Quando refletimos sobre a primeira, a resposta é direta: sim, é preciso estudar Língua Portuguesa para prestar concursos – seja para os de Delegado, seja para outras carreiras. Isso porque o Português está presente em várias fases dos certames. É necessário, por exemplo, saber interpretar textos, para entender questões objetivas, ainda que elas sejam jurídicas; para as provas discursivas, é preciso saber escrever corretamente, com coerência, coesão, concordância e de acordo com as demais normas do registro formal culto da língua; e, para as provas orais, é essencial saber discorrer de forma adequada, usando devidamente o vernáculo e organizando as ideias de maneira linear e eloquente.

Portanto, estudar Português é fundamental para que você tenha um bom desempenho nas provas. E algumas práticas podem te ajudar bastante nesta missão, tais como leitura e escrita constantes. Leia bastante doutrina, lei seca e materiais que tenham pertinência com seus estudos. Aproveite para fazer seus resumos e construir seus próprios cadernos. Para enriquecer ainda mais seu vocabulário, você também pode fazer leituras para além do Direito, de modo que isso não atrapalhe sua preparação. Essa é uma ótima forma de atenuar o vocabulário truncado que, por vezes, pode aparecer nos livros e artigos jurídicos.

Agora, pensando especificamente na disciplina de Língua Portuguesa em provas objetivas para Delegado, quais Estados a exigiram em seu último edital?

  • Roraima, 2003;
  • Amapá, 2017;
  • Amazonas, 2009;
  • Pará, 2016;
  • Acre, 2017;
  • Rondônia, 2014;
  • Tocantins, 2014;
  • Maranhão, 2017;
  • Piauí, 2018;
  • Ceará, 2014;
  • Rio Grande do Norte, 2008;
  • Paraíba, 2008;
  • Alagoas, 2012;
  • Sergipe, 2018;
  • Bahia, 2018;
  • Mato Grosso, 2017;
  • Mato Grosso do Sul, 2017;
  • Espírito Santo, 2013;
  • Santa Catarina, 2014;
  • Rio Grande do Sul, 2018.

É importante destacar que o último concurso para Delegado em Roraima ocorreria, na verdade, em 2018. Neste ano, o edital não previa a disciplina de Português. Todavia, este certame foi cancelado. Portanto, considerando este fato, o último concurso para o cargo ocorreu, efetivamente, em 2003, quando a matéria foi exigida.

Nos Estados do Amapá e Tocantins, o edital previa 8 perguntas de Português. Já no Pará, no Acre e no Maranhão, os candidatos precisavam responder a 5 questões.

Em Rondônia, Piauí, Ceará, Espírito Santo e Santa Catarina, a prova objetiva contava com 10 perguntas da disciplina, enquanto que no Mato Grosso do Sul o edital previa 15. O Rio Grande do Sul foi o Estado que mais exigiu a matéria: foram 40 questões na prova objetiva.

Nos Estados do Amazonas, Rio Grande do Norte, Alagoas, Sergipe, Bahia e Mato Grosso, este aspecto das provas funcionou de forma diferente. Em todos estes certames, a Língua Portuguesa foi exigida no bloco de perguntas sobre conhecimentos básicos, mas não havia previsão específica de quantas questões da disciplina seriam cobradas. Os editais fizeram uma previsão geral do número de questões, da seguinte forma:

  • No Amazonas, a prova de conhecimentos básicos era compostas por 45 questões, incluindo, além de Língua Portuguesa, Conhecimentos de Informática, História e Geografia do Estado, Raciocínio Lógico e Atualidades.
  • No Rio Grande do Norte, este segmento de provas objetivas era composto de 30 questões, incluindo Noções de Informática e Atualidades.
  • Em Alagoas, os candidatos precisariam resolver 50 questões nas provas de conhecimentos básicos, incluindo, além da disciplina de Português, a de Informática.
  • Em Sergipe, o edital previa 30 questões de conhecimentos gerais, incluindo Legislação Específica da Polícia Civil do Estado e Conhecimentos sobre Sergipe.
  • Na Bahia, a prova objetiva contou com 30 questões de conhecimentos gerais, incluindo Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico, Atualidades, Promoção da Igualdade Racial e de Gênero, Medicina Legal, Noções de Administração e Leis Específicas.
  • Por fim, no Mato Grosso, a prova objetiva contava com 30 questões de conhecimentos gerais, exigindo, além de Português, Princípios da Ética e da Filosofia, Geografia e História Política e Econômica do Estado.

E, para não deixar de mencionar, os seguintes Estados não cobraram Língua Portuguesa nas provas objetivas de seu último edital:

  • Pernambuco, 2016;
  • Goiás, 2018;
  • Distrito Federal, 2014;
  • Minas Gerais, 2018;
  • Espírito Santo, 2019;
  • Rio de Janeiro, 2012;
  • São Paulo, 2017;
  • Paraná, 2020.

O concurso para Delegado do Espírito Santo de2019foi anulado. Diante deste fato, o anterior, de 2013, foi considerado como sendo o último para a Carreira no Estado. Apesar disso, vale dizer, apenas para conhecimento, que a matéria em questão não foi cobrada no edital de 2019.

Por fim, este conteúdo também não foi exigido no concurso para Delegado de Polícia Federal de 2018.

Gostou deste artigo? Compartilhe com seus amigos!

Confira também os três primeiros episódios da série:

1 – Quais estados exigem prática para o cargo de Delegado? https://blog.supremotv.com.br/quais-estados-exigem-pratica-para-o-cargo-de-delegado/

2 – É preciso estudar Informática para concursos de Delegado? https://blog.supremotv.com.br/e-preciso-estudar-informatica-para-concursos-de-delegado/

3 – Todo concurso para Delegado tem prova oral? https://blog.supremotv.com.br/todo-concurso-para-delegado-tem-prova-oral/

Fique atento ao nosso site e às nossas redes sociais! Acesse: supremotv.com.br e siga-nos no Instagram: @supremotv.

Conheça nossas turmas:

Delegado de Polícia Civil Anual 2020: https://www.supremotv.com.br/curso-para-delegado-de-policia-civil-anual-2020

Delegado de Polícia Civil Anual 2020 com Pós-Graduação: https://www.supremotv.com.br/curso-para-delegado-de-policia-civil-anual-20202-com-pos-graduacao

Delegado de Polícia Federal 2020: https://www.supremotv.com.br/curso-para-delegado-de-policia-federal-2020

Delegado de Polícia Federal 2020 com Pós-Graduação: https://www.supremotv.com.br/curso-para-delegado-de-policia-federal-2020-com-pos-graduacao

Compartilhe este post!

Nenhum comentário - Quero comentar!

Nenhum comentário ainda.

RSS feed para comentários neste post. TrackBack URL

Deixe seu comentário